Liberação Miofascial Instrumental

 

DEFINIÇÃO

É uma técnica de tratamento que tem como objetivo auxiliar na reorganização de colágeno e aderências fibrosas provocadas por fatores traumáticos ou inflamatórios. Este método de trabalho poderá ser utilizado na reabilitação de disfunções cinéticas e cinemáticas relacionadas a qualquer sistema do corpo, que possa ser acessado indiretamente sob a superfície cutânea ou de forma reflexa.
 
RECEBA UMA PALESTRA EXCLUSIVA:


 

PROGRAMA
  1. Histórico
  2. Definição
  3. Efeitos
  4. Material
  5. Avaliação
  6. Siglas
  7. Indicações
  8. Precauções
  9. Reações Esperadas
  10. Reações Adversas
  11. Orientações ao Paciente
 
TRATAMENTOS: Trapézio Superior; Esternocleidomastóideo; Escalenos; Sub-Occipitais;  Trapézio Médio, Inferior, Rombóide Maior e Menor; Intercostais; Diafragma; Quadrado Lombar; Iliopsoas; Paravertebrais e Fáscia Toracolombar; Reto Abdome; Supraespinhoso; Infraespinhoso e Redondo Menor; Sub-Escapular; Deltóide; Peitoral Maior; Peitoral Menor;  Latíssimo do Dorso; Extensores do Punho; Flexores Punho; Bíceps Braquial; Tríceps Braquial; Tendinite de Quervain; Síndrome do Túnel do Carpo; Piriforme; Glúteo Médio; Glúteo Máximo; Tensor da Fáscia Lata; Pubalgia; Quadríceps; Isquiotibiais; Fibulares; Tibial Anterior; gastrocnêmio; Fásceite Plantar; Cicatriz; Temporal; Masseter.

DEPOIMENTOS
 
     
 
MATERIAL INCLUSO: 1 (um) kit com ganchos, espátula, ponteira e uma Apostila Impressa.
 
CARGA HORÁRIA: 20 HORAS

 
INFORMAÇÕES SOBRE CIDADES: 
Desenvolvido por: Doctus Tecnologia ®
Todos os direitos reservados.